Verificações Gerais da Vítima - Avaliação Secundária

Imprimir
E-mail

Categoria: Primeiros socorros

 • • AVALIAÇÃO SECUNDÁRIA • •

— PARADA CARDÍACA E RESPIRATÓRIA-

A parada cardíaca e respiratória serão comentadas juntas, pois a falta de atendimento em uma delas, conseqüentemente levará à outra, exigindo assim procedimentos conjuntos para manter os dois principais sinais vitais: respiração e batimentos cardíacos.

Os sintomas das paradas cardíacas e respiratórias são: ausência de pulsação, ausência de movimentos cardíacos e de movimentos respiratórios.

O procedimento de atendimento da parada cardiorrespiratória é conhecido como reanimação, onde ocorre a utilização de recursos mecânicos (respiração artificial e massagem cardíaca) e recursos elétricos com um equipamento chamado desfibrilador, que somente é encontrado nas ambulâncias, resgates e hospitais, sendo usado somente por profissionais qualificados.

Quando a vítima necessitar de reanimação, o procedimento precisa ser iniciado imediatamente, e não ser interrompido mesmo durante o transporte da vítima e deve ser mantido até o início da respiração, o retorno do batimento cardíaco, ou até que a vítima receba atendimento médico especializado.

 

— RESPIRAÇÃO ARTIFICIAL —

Posicione a vítima de costas sobre uma superfície lisa e firme.

Abra as vias respiratórias inclinando suavemente o queixo da vítima para trás.

Muitas vezes esta manobra é suficiente para restabelecer a respiração, pois deixa livre a passagem do ar para os pulmões.

Retire qualquer objeto da boca ou garganta da vítima caso esteja dificultando a entrada de ar para a vítima.

Use o polegar e o dedo médio da mão que ficou sobre a testa da vítima para fechar seu nariz. Isso evitará que o ar escape pelo nariz.

Respire profundo e coloque a sua boca sobre a da vítima, assopre firmemente, faça isso 2 vezes.

Observe se o tórax da vítima se eleva, sinal de que o ar está indo para os pulmões.

Se a vítima for um bebê, coloque sua boca sobre o nariz e a boca da vítima, e sopre firmemente por 2 vezes, observando também o tórax.

— MASSAGEM CARDÍACA —

Quando a vítima necessitar de uma reanimação cárdio pulmonar (RCP), deve-se tomar as seguintes providências:

•Atestar inconsciência, checar respiração (ver, ouvir, sentir)chamaro indivíduo;

•Liberar vias aéreas;

•Fazer 02 (duas) ventilações;

•Checar ausência de respiração e pulso carotídeo e efetuar mais 02 ventilações (é o início da RCP), para o começo da massagem o indivíduo deverá estar deitado de costas sobre uma superfície firme e plana e o socorrista ajoelhado ao seu lado;

•Na presença de apenas um socorrista, posicione-se de preferência à esquerda da vítima, procure o final do osso "esterno", apoie uma mão sobre a outra neste ponto, mantenha os braços esticados, comprima e solte o tórax ritmicamente, contar em voz alta, facilita a seqüência até 30 massagens;

•Repita o procedimento (compressão/descompressão) mantendo o ritmo de 100 massagens por minuto, se alternando em duas ventilações por 30 massagens;

•Na presença de dois socorristas, o primeiro fará duas ventilações e o segundo fará as 30 massagens, podendo se alternar nos movimentos devido ao cansaço, sempre no ritmo de 100 massagens por minuto.

► OBS.: Nos bebês as compressões devem ser feitas com os dedos devido a fragilidade da caixa toráxica em formação.

- ESTADO DE CHOQUE -

Reação muito comum na maioria das vítimas de acidentes de trânsito. Pode ocorrer por hemorragias internas ou externas, choque elétrico, ataques cardíacos, emoções fortes, envenenamento, queimaduras, exposição a temperaturas altas ou baixas, fraturas, ferimentos graves e amputações.

A causa mais comum do estado de choque é a perda de sangue, conhecida como estado de choque hipovolêmico.

 

•Sintomas apresentados: Pele fria e úmida, suor na testa e nas mãos, face pálida, náuseas, vômitos, respiração irregular, pulso fraco ou rápido, visão nublada, lábios e extremidades arroxeadas, sensação de frio, fraqueza e inconsciência.

•Procedimentos do estado de choque:

Faça uma verificação geral para ter uma noção da situação da vítima; tente controlar a causa do choque, mantenha as vias respiratórias, verifique a respiração e os batimentos cardíacos; se a vítima estiver consciente e respirando bem, mantenha-a deitada e agasalhada, com a cabeça mais baixa que o tronco e pernas; isso deve ser feito somente se a vítima não estiver apresentando fratura. Afrouxe a roupa, retire da boca objetos como dentaduras, pontes, aparelho dental, etc.

Se a vítima tiver vômitos, posicione a cabeça dela para o lado de maneira que possa expelir as substâncias contidas no estômago.

- DESMAIO -

É a perda momentânea dos sentidos.

•Sintomas Apresentados: Inconsciência, suor abundante, pulso e respiração fracos.

•Procedimentos: Deite a vítima de costas, com a cabeça mais baixa, levante suas pernas, afrouxe suas roupas e aplique compressas frias no rosto e na testa. Verifique a respiração e pulsação.

Se a vítima apresentar o rosto demasiadamente avermelhado, a cabeça deve ser mantida mais alta que o corpo enquanto persistir este sintoma. Se a situação prolongar-se por mais de 2 minutos, agasalhe a vítima e procure atendimento médico imediatamente, pois ela pode estar entrando em estado de choque. Mesmo após recuperada a consciência, a vítima deve ficar em repouso durante vários minutos.

- CONVULSÕES -

É quando a vítima apresenta contratura involuntária da musculatura provocando movimentos desordenados e perda de consciência.

• Procedimentos:

Coloque a vítima deitada de costa em lugar confortável, e com a cabeça de lado, para não se afogar com a saliva.

Retire do corpo da vítima todos os objetos que possam machucá-la (pulseira, colares, óculos, etc.).

Durante as convulsões, proteja a cabeça da vítima, mas não impeça convulsivos, afaste os curiosos e cuide que ela não se machuque ao debater-se.

Não tente introduzir objetos na boca da vítima durante as convulsões.

Cessada as convulsões, tenha a certeza de que as vias aéreas estejam abertas e de que a respiração da vítima esteja adequada.

Mantenha a vítima deitada ainda por alguns minutos, até que ela tenha total controle de si, deixando-a dormir se necessário, enquanto aguarda atendimento médico adequado.

Newsletter

Nome:
Email:
Lista:
Autoescola Capra

Mais Pesquisados

Travessia das Balsas

DERSA