Poluição

Imprimir
E-mail

Categoria: Meio Ambiente

 

 

A poluição é o teor excessivo de substâncias estranhas à composição natural da atmosfera e que podem prejudicar o bem estar, a saúde e os bens.

Há muitos problemas no meio ambiente onde um deles é o trânsito. As principais causas destes problemas são os gases poluentes, poluição sonora, atmosférica e visual.

Embora não se possa absolutamente compará-la aos níveis de poluição, não seria exagero afirmar que a poluição ambiental é tão antiga quanto a utilização do fogo pelo homem.

Com o tempo, a medida que a população aumentava, cresceram também a quantidade e a variedade de produtos e bens necessários ao seu uso e sobrevivência.

A partir disso, o homem desenvolveu progressivamente técnicas cada vez mais aprimoradas de intervenção, aproveitamento e domínio da natureza, aumentando e diversificando a poluição e os impactos ambientais.

FONTES DE POLUIÇÃO DO AR

A poluição ambiental é provocada basicamente por duas fontes: estacionárias e móveis.

►    Fontes estacionárias, que podemos exemplificar como: as chaminés das fábricas e a queima de óleo crú nas indústrias. Quem morar na proximidade de uma indústria poderá sofrer por uma variedade muito grande de tóxicos. Cada fonte geradora tem as suas peculiaridades, e, é difícil de abordar todas elas.

►    Fontes móveis, que são os diversos meios de transporte, dos quais os caminhões, ônibus e automóveis são de longe os mais significativos.

Analisando as duas fontes chega-se a conclusão que os automóveis e as indústrias são os principais poluidores do ar nas grandes cidades.

Com o crescimento da frota de veículos em circulação, o nível de poluição atmosférica nas cidades tem aumentado.

Das ações necessárias para solucionar este problema, destaca-se a observação da vida "útil" dos componentes importantes no controle da poluição como o filtro de ar e óleo.

A fumaça negra emitida por uma chaminé de fábrica, pelo escapamento de um caminhão, ou mesmo o lançamento de nuvens de vapor d água pelas caldeiras de uma fábrica chamam muito mais atenção e provocam maiores reações públicas do que os gases invisíveis e altamente tóxicos de monóxido de carbono ou benzeno emitidos pelos automóveis ou indústrias.

Os veículos automotores constituem na principal fonte de agressão ao meio ambiente.

A fumaça preta (material particulado) é lançada diretamente na atmosfera, pela descarga dos escapamentos dos veículos movidos a óleo diesel.

Essas partículas associadas as fumaças emitidas pelos veículos movidos a álcool e gasolina formam uma camada de gases inaláveis que são respirados pelos seres humanos.

RISCOS PARA A SAÚDE

Quanto aos efeitos reais sobre a saúde, os mais frequentes são danos nas vias respiratórias. Materiais particulados e substâncias irritantes, tais como aldeídos (emitidos por cano de escapamentos), os óxidos de enxofre, o dióxido de nitrogênio e a poeira em geral provocam irritações nas mucosas dos brônquios e pulmões, causando sintomas como bronquite e efisema pulmonar e outros, mais ou menos graves, de acordo com a sensibilidade, a idade e as condições de saúde de cada pessoa.

POLUIÇÃO DAS ÁGUAS OCEÂNICAS E FLUVIAIS

Oceanos, lagos e rios sobretudo os que se encontram nas proximidades de regiões industrializadas, estão seriamente poluídos. Centenas de rios e lagos dessas regiões não possuem mais nenhum tipo de vida.

Grande parte dos oceanos e mares principalmente nas regiões costeiras, onde se encontra a maior parte da fauna marinha está violentamente poluída.

Os agentes poluidores são inúmeros, podendo ir desde o mercúrio empregado nos garimpos e os agrotóxicos agrícolas, passando pelos esgotos residenciais e industriais até as chuvas ácidas. .

Os materiais sintéticos não-biodegradáveis (plásticos, etc.) e o óleo (principal poluente oceânico) despejado pelos navios petroleiros.

Os rios poluídos com agrotóxicos (pesticidas, inseticidas, etc.) e com os esgotos residenciais e industriais, além de provocar doenças e mortes no interior dos continentes, levam consigo toda essa imundície para os mares e oceanos, depositando-a nas regiões litorâneas, onde muitas vezes vai somar-se ao óleo derramado pelos navios.

Aí está a receita para a contaminação, o envenenamento e a morte de peixes, mariscos, aves e até mesmo de pessoas que deles se alimentam.

Os rios e oceanos que a tempos atrás eram citados como gigantescas reservas de alimentos, estão sendo transformados em depósitos de lixo da humanidade.

POLUIÇÃO SONORA

A audição é um dos sentidos que nos permitem perceber o que se passa ao nosso redor. O som pode nos ser útil, nos ajudar e nos dar prazer, mas também nos agredir.

Roncos do motor, escapamento aberto, buzinas estridentes, aparelhos de som no último volume, festas barulhentas, tudo isso significa poluição sonora.

O deslocamento de caminhões, ônibus, motocicletas, aviões pousando ou decolando, os ba-te-estacas, alto-falantes, equipamentos industriais e até mesmo eletrodomésticos nos interiores das residências contribuem para o aumento exagerado de ruídos que nos afeta no dia-a-dia.

A poluição sonora é um dos principais fatores responsáveis pelo estresse entre os moradores das grandes cidades.

Efeitos causados pela exposição aos ruídos exagerados:

•    Surdez permanente, parcial ou total.

•    Interferência nas comunicações pela fala.

•    Não percepção de outras comunicações sonoras.

•    Perturbação do sono.

•    Modificação do humor.

Até 90 decibéis os ruídos ou sons são toleráveis e sem efeitos nocivos, mas acima de 100 decibéis os ruídos provocam danos irreversíveis a audição.

Art. 228 CTB - Usar no veículo equipamento com som em volume ou frequência que não sejam autorizados pelo CONTRAN:

Infração - Grave e multa de R$ 127,69

Medida Administrativa - Retenção do veículo para regularização.

Art. 229 CTB - Usar indevidamente no veículo aparelho de alarme ou que produzam som e ruído que perturbem o sossego público:

Infração - Média e multa de R$ 85,13

Medida Administrativa - Remoção do veículo.

 

— POLUIÇÃO DAS VIAS DE TRÂNSITO-

Para que as vias sejam mantidas limpas e principalmente em condições de trafegar não devemos jogar lixo ou qualquer objeto pela janela do carro.

Latas, papéis, garrafas de vidro ou plásticos, cigarros e restos de alimentos, são atirados diariamente a margem das vias por motoristas e acompanhantes. Gerando assim a poluição ambiental das vias.

Além de agredir o meio ambiente, este lixo é arrastado pelas águas das chuvas causando alagamentos, entupindo bueiros e causando assim erosões a margem das vias, com o passar dos dias o lixo orgânico entra em estado de decomposição causando mau cheiro e resultando na proliferação de insetos como: mosquitos, baratas, ratos que são uma ameaça à saúde.

O lixo que é atirado pelo condutor ou passageiro, também pode ocasionar sérios acidentes.

Para auxiliar na prevenção de incêndio nas florestas nativas, não devemos jogar ponta de cigarro acesa ou material que possa causar incêndio.

Evite queimadas!

Leve saquinhos plásticos para jogar o lixo que você produzir, só deixando em lugar apropriado para isso. Ajude a manter as vias de trânsito limpas e em perfeitas condições de uso.

Tudo aquilo que possa danificar as vias, ou causar transtorno aos seus usuários, está sujeito a multa e a outras penalidades previstas em Lei.

Art. 172 CTB - Atirar do veiculo ou abandonar na via objetos ou substâncias:

Infração - Média e multa de R$ 85,13.

OBSERVE ALGUNS DADOS:
MEIO ambiente!

•O papel demora de 2 a 5 semanas para degradar e deixar de causar danos ao meio ambiente.

•O plástico mais de 50 anos.

•A lata mais de 100 anos.

•O alumínio de 200 a 500 anos.

•O vidro é por tempo, indeterminado.

Não agrida a vegetação local, não corte nem arranque árvores, flores ou folhagens, pois elas fazem parte da arborização e paisagismo das vias de trânsito.

Aarborização das vias é um recurso que auxilia na melhoria da qualidade de vida, pois influencia na saúde física e mental dos indivíduos.

O paisagismo e a arborização das vias de trânsito devem seguir alguns critérios que permitem a livre circulação de veículos e pedestres com a plena visualização das placas de trânsito.

Nas vias rurais o paisagismo melhora a segurança pois protege os motoristas contra ofuscamento noturno e ruídos.

Para não atrapalhar o trânsito futuramente a arborização das vias deve ser bem planejada.

 

A IMPORTÂNCIA DE UMA OPERAÇÃO ADEQUADA-

Se a natureza for protegida e respeitada no seu dia a dia, provavelmente a qualidade de vida será melhorada gradativamente.

A manipulação sem critérios e o uso inadequado de produtos especiais, (venenos, gases, ácidos, produtos químicos, inflamáveis, etc.) Podem causar danos irreparáveis e irreversíveis ao meio ambiente, trazendo sérias consequências à vida.

Todo veículo que é utilizado no transporte de produtos perigosos deve estar obrigatoriamente equipado com os seguintes itens:

•    Extintores de incêndio portáteis

• Caixa de ferramentas compatíveis com o veículo

• Calços

• Kit de emergência (primeiros socorros e EPI - equipamento de proteção individual).

O veículo para ser considerado limpo (lavado) deve ser descontaminado por postos especializados.

As condições do veículo, seus equipamentos e da carga devem ser vistoriados periodicamente, e seus documentos conferidos diariamente.

Se o mesmo possui, painéis de segurança, rótulos de risco e se estão devidamente fixados.

Estes itens são de vital importância, pois em caso de acidente, irá ajudar para um socorro rápido e eficiente.

O veiculo destinado ao transporte de produtos perigosos, jamais poderá ser usado para transportar outros produtos, tais como, gêneros alimentícios, medicamentos, e demais materiais que possam sofrer contaminação, e causar danos a saúde e ao meio ambiente.

O transporte de produtos perigosos deverá ser recusado pela empresa transportadora, quando for notado que as condições de segurança, não estejam compatíveis com as normas estabelecidas, podendo causar danos as pessoas e ao meio ambiente.

Se todas as empresas de transporte agirem desta forma, além de obrigar seus clientes a cumprir as normas estabelecidas, estarão contribuindo na preservação do meio ambiente.

Os veículos destinados ao transporte de produtos perigosos, quando se envolvem em acidentes, geralmente lançam na atmosfera produtos, causando perdas irreparáveis ao meio ambiente.

- CUIDADOS NA SUBSTITUIÇÃO DE FLUIDOS

A água de bateria, o óleo de freio, o óleo usados nos veículos que chamamos de fluido.

Estes produtos em contato com a natureza podem contaminá-la rapidamente, causando a poluição do solo e dos rios, prejudicando o ambiente aquático e terrestre.

Procure sempre um profissional especializado nas oficinas ou postos de combustíveis, para trocas de óleos ou fluidos.

Estes produtos podem ser reciclados.

As empresas que executam esta reciclagem, também conhecido como processo de rerrefino de óleos usados, tem um papel fundamental na preservação do meio ambiente.

Todos os resíduos altamente poluentes são destinados ao rerrefino, processo que descontamina o óleo usado, transformando-o em produto novo.

As empresas que recolhem os fluídos são obrigadas a apresentar o certificado da agência nacional de petróleo e declaração do destino do óleo.

Dê sempre preferência a oficinas e postos credenciados, na hora de fazer a troca ou reposição deóleosefluídos.

Se o próprio motorista fazer a troca não deve jogá-lo no chão ou em ralos, pois o óleo depois de alcançar a rede de esgoto, com certeza irá poluir as águas de um rio e consequentemente a água do mar.

No caso do contato do óleo com o solo, o mesmo atinge e contamina os lençóis d'água subterrâneos (água do sub-solo).

Ajude a preservar o meio ambiente.

O ideal é, com o auxílio de um funil, colocar o óleo usado dentro de um recipiente bem fechado e levá-lo a um posto de gasolina especializado, onde ele será recolhido para a reciclagem.
-DETECÇÃO DE VEÍCULOS POLUIDORES-

O Código de Trânsito Brasileiro, define bem que não devemos transitar com o veículo produzindo fumaça, gases ou partículas em níveis superiores aos fixados pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), e que transitar com o veículo derramando, lançando ou arrastando sobre a via, carga que esteja transportando, combustível ou lubrificante que esteja utilizando ou qualquer objeto que possa acarretar risco de acidente, são infrações de trânsito com penalidade de multa e retenção do veículo para regularização.

Para sabermos com exatidão se um veículo é poluidor ou não, necessitamos de equipamentos especiais que analisam os gases e quantificam os poluentes, porém é fácil perceber que se o veículo está soltando fumaça e está poluindo o meio ambiente.

Os gases resultantes de uma boa queima são incolores. Porém, se a fumaça for preta, indica queima incompleta com falta de ar, gerando monóxido de carbono e fuligem, se a fumaça for branca indica excesso de ar, gerando óxido de nitrogênio, ambos prejudiciais à saúde.

Art. 231-111 CTB - Transitar com o veículo, produzindo fumaça, gases ou partículas em excesso:

Infração - grave e multa de R$ 127,69;

Medida administrativa - retenção do veículo para regularização.

— GASES POLUENTES EMITIDOS PELOS VEÍCULOS-

►    Monóxido de carbono - este gás é expelido durante a combustão da gasolina, tornando-se prejudicial ao ser humano, pois combina-se com os glóbulos vermelhos (sangue), formando a carboxiemoglobina, que é incapaz de transportar o oxigênio, comprometendo a oxigenação dos tecidos.

►    Aldeídos - gás resultante da queima de álcool nos motores dos veículos, que é responsável por irritações nos olhos e vias respiratórias, além de suspeita de serem cancerígenos.

 

►    Óxidos de nitrogênio - quando a queima é feita com excesso de ar e alta temperatura, o nitrogênio do ar reage com o oxigênio, produzindo óxidos de nitrogênio, sendo em algumas vezes prejudiciais às plantas, enquanto outras originam o ácido nítrico, com efeitos parecidos com o do ácido sulfúrico.

►    Óxido de enxofre - gás este que tem efeito danoso sobre os vegetais e o sistema respiratório dos animais e dos seres humanos. Se o combustível queimado tiver alto teor de enxofre, os óxidos de enxofre formados terão tempo suficiente para se transformarem em ácido sulfúrico, que quando em contato com a água da chuva, forma a chuva ácida. A chuva ácida por sua vez corrói edificações e obras de arte e causa a acidificação do solo com possível perda de fertilidade.

►    Diasina - os veículos com motores a diesel lançam também na atmosfera a diasina, substância que aliada ao gás carbônico e ao dióxido de carbono é de alto teor tóxico e causam sérios danos à saúde.

— CFC - CLORO FLÚOR CARBONO —

É um gás muito prejudicial ao meio ambiente pois em contato com a atmosfera gera uma reação em cadeia destruindo algumas, partes da camada de ozônio. Este gás é usado nos veículos equipados com ar condicionado.

O ozônio funciona como um filtro da terra, pois absorve os raios ultravioletas do sol.

Contudo alguns produtos fabricados pelo homem e outros gases, estão destruindo esta camada protetora, deixando que estes raios ultravioletas penetrem com maior intensidade no nosso planeta provocando maior aquecimento do globo terrestre, maior incidência de câncer de pele e doenças nos olhos.

Com diversos estudos e pesquisas, a indústria automobilística conseguiu substituir o (CFC) por gases ecológicos. Estes gases já estão fazendo parte do sistema de ar condicionado dos veículos mais recentes.

As autoridades e associações, ligadas a proteção do meio ambiente exigem cada vez mais dos fabricantes que se invista no controle da poluição. A indústria automobilística vem conseguindo equipar os veículos mais recentes com motores menos poluentes.

—CATALISADOR ——

O catalisador e a injeção eletrônica são componentes que ajudam a eliminar sensivelmente a poluição, transformando as moléculas dos gases resultantes da queima de combustível, reduzindo a emissão dos mesmos na atmosfera.

Este equipamento é de uso obrigatório, e os veículos novos devem sair da fábrica já equipados com o catalisador.

As indústrias estão em fase de testes com óleos vegetais para que se obtenha uma melhora sensível na combustão do óleo diesel.

O gás natural é uma boa alternativa, pois polui menos que os outros combustíveis. No Brasil está sendo pouco usado, pois ainda esta enfrentando o processo de adaptação nos postos de combustíveis.

Os motores elétricos, vem sendo usados diariamente nos ônibus de transporte coletivo dos grandes centros. Mas a tendência do motor elétrico é cada vez mais crescente, pois o mesmo não polui o meio ambiente, além de ser silencioso colaborando na diminuição da poluição sonora.

Condições das estradas

Newsletter

Nome:
Email:
Lista:
Autoescola Capra

Mais Pesquisados

Travessia das Balsas


DERSA